Notícias

Notícias de Brumado e Região

Publicidade

Notícia

Último debate entre os candidatos ao governo da Bahia foi recheado de acusações - (29/09/2010) Envi
O debate que reuniu, nessa terça-feira (28), os candidatos ao governo do estado da Bahia, Marcos Mendes (PSOL), Luiz Bassuma (PV), Geddel Vieira Lima (PMDB), Paulo Souto (DEM) e Jaques Wagner (PT), transmitido pela Rede Bahia, foi recheado de acusações e insinuações entre os postulantes ao Palácio de Ondina.

O candidato à reeleição pelo PT, Jaques Wagner, voltou a ser “bombardeado” de acusações de corrupção, nas obras de infraestrutura que beneficiaram às grande imobiliárias OAS e Odebrecht, como também criticado nas áreas de saúde e segurança pública. Wagner se defendeu de todas as acusações denominando-as como “genéricas” e sem provas.

Sobre o comportamento do candidato no debate, o maior militante do PT em Brumado, Luiz Frederico, afirmou que a atuação de Wagner foi bastante positiva. “A participação do governador foi positiva, enquanto chefe do executivo baiano. Sustentou todas as realizações de seu governo, apesar de ter sido questionado pela oposição, sendo o foco, pois é candidato a reeleição. Foi sereno e seguro em todas as colocações, mostrando civilidade, respondendo até direitos de respostas e não se extrapolou em momento algum. O único que tem identidade com sua chapa majoritária, o único que sempre recorda o seu time, que será vitorioso nas urnas, devido aos seus compromissos com os baianos e mostrando total confiança em seus companheiros.”

Algumas farpas foram lançadas entre Geddel Vieira Lima (PMDB) e Marcos Mendes (PSOL). Mendes acusou Geddel, de ter patrocinado a reeleição de João Henrique, eleito o pior prefeito do Brasil em 2009, e que o mesmo repetiria o desempenho de JH. Geddel foi firme em responder: “João Henrique é o responsável pela própria administração”.

“O nosso candidato foi acima do esperado, Geddel demonstrou confiança e seriedade para mudar a vida dos baianos. Geddel foi o único que apresentou diversas propostas e não está fazendo apenas propaganda e seu governo será de ação, de tirar obras do papel e trazer a dignidade e o respeito do nosso estado e da nossa gente.” Afirma José Ribeiro Neves, presidente do PMDB em Brumado.

Mendes provocou ainda o candidato Paulo Souto afirmando que as construtoras OAS e a Odebrecht teriam sido beneficiadas no governo do democrata na construção do emissário submarino. Paulo negou as acusações e frisou que o adversário teria "falta de maturidade na condução de debates deste tipo".

Finalizando as observações acerca do debate de ontem, José Carlos Reis, coordenador da campanha de Souto em Brumado, disse da garantia que os baianos terão em ser governado pelo democrata. “Paulo Souto demonstrou que é um homem preparado para administrar o estado, conhece a Bahia e vai administrar para o povo e não para grupo de interesses particulares. A administração será voltada para os baianos e ficou muito claro no debate de ontem. Souto é um homem que conhece a Bahia, os indicadores de seu governo são favoráveis e por isso que iremos conduzi-lo ao Palácio de Ondina, pela sua capacidade e inteligência. É o único candidato que tem total capacidade de resolver os problemas de saúde, educação, segurança pública, geração de empregos e outros. A Bahia hoje é um estado secundário, sem novas indústrias, precisamos resgatar a nossa baianidade, por isso acredito na vitória de Souto. O atual governo está vivendo de promessas e precisamos de propostas reais.”
Fonte : Coordenadores partidários de Brumado relataram a atuação de seus candidatos no debate da Rede Bahia. (Foto: Lúcio Távora)

Publicidade